Rezar

Basílica de São Pedro

A Basílica de São Pedro (Basilica di San Pietro), no estado do Vaticano, é a maior e mais importante igreja do mundo e é o maior símbolo da igreja católica.

No local onde fica a atual Basílica havia uma igreja construída pelo imperador romano Constantino no século III d.C. Essa igreja tinha a forma de uma cruz com mais de 100 metros de comprimento.  Porém, quando chegou o final do século XV, ela estava em péssimas condições de preservação; por esse motivo, o papa Nicolas V decidiu reformá-la ou reconstruí-la. A igreja construída pelo imperador Constantino é, portanto, chamada de “Velha Basílica de São Pedro”.

O prédio atual começou a ser construído em 18 de Abril de 1506, e foi concebido para ser a maior igreja do mundo, tornando o papa Julio II e a cidade de Roma famosos.

Para escolher como seria a nova construção, o papa criou uma competição, na qual vários arquitetos tiveram de mostrar suas ideias para o design. O plano escolhido acabou sendo o de Donato Bramante, o arquiteto que desenvolveu o estilo da Alta Renascença. A ideia dele era uma Basílica no formato de uma cruz grega, o que é muito complicado e cheio de detalhes.

Porém, a Basílica não ficou pronta logo. Na verdade, ela levou 120 anos para ser completada. 21 papas e 8 arquitetos passaram pelos planos de construção, incluindo os gênios Bernini, Michelângelo e Raffaello. O resultado final foi uma obra bem mais simples do que o projeto original de Bramante, mas mesmo assim grandioso.

Tesouros escondidos


Um exemplo é a famosa obra-prima da escultura La Pietà, ou “Piedade”, de Michelângelo.
Além disso, muitos papas foram enterrados em tumbas sob a Basílica de São Pedro, inclusive o próprio São Pedro.

Embora não exista nenhuma referência ao apóstolo Pedro viajando a Roma na Bíblia, alguns relatos de outros cristãos romanos do século I d.C., fazem referência a ele. Uma tumba realmente foi encontrada sob o altar da Basílica, mas não tem como confirmar que os ossos realmente sejam seus. Há também uma estátua de São Pedro que é conhecida por ter os pés gastos pelos beijos de fieis – imagina quantas bocas já passaram por ali!

Curiosidades

  • Porta sancta: Cada uma das quatro Basílicas Papais de Roma tem uma porta santa. Elas só podem ser abertas em anos de Jubileu, quando se diz que os peregrinos que cruzarem as portas recebem o perdão divino. Essa porta santa fica normalmente trancada por dentro.
  • A Basílica de São Pedro não pode ser considerada uma catedral, pois não tem um bispo. Embora o papa (que é o Bispo de Roma) geralmente utilize a Basílica para suas celebrações, devido a questões de localização, a catedral que ele rege é a Catedral de São João de Latrão.
  • Embora não pareça, a Basílica de São Pedro está conectada ao Palácio do Vaticano através de uma passarela. Essa passarela não interfere na construção da Basílica, mas permite ter uma noção melhor de sua complexidade.
  • Com seus 218 metros de comprimento, a Basílica tem 23 mil m² e pode suportar mais de 60 mil pessoas.
  • Todos os dias é possível ver a troca da Guarda Suíça. Ela é responsável pela segurança do Papa e do Vaticano desde 1506 e tem um traje bem curioso que foi desenhado por Michelângelo.

Dicas

  • O horário com menos filas é na parte da tarde, principalmente nos dias de missa (todos os domingos) ou de audiência do Papa (todas as quartas- feiras).
  • Lembre-se de algumas regrinhas para não ficar do lado de fora depois de uma fila gigantesca:

Como indicado nas placas, na Basílica é proibido: camisetas curtas, camisetas regatas, shorts ou saias com o comprimento acima do joelho, usando bonés ou chapéus.

Também não é permitido entrar com: objetos cortantes, com tripés, carrinhos de bebê e animais. Caso você tiver um canivete de bolso ou uma garrafinha de água por exemplo e não quiser que eles joguem fora, deixa com alguém que não vai entrar. Nem adianta dar uma de espertão, tem detector de metal e as bolsas e mochilas passam pelo raio-x.

Não pode fumar, usar o telefone celular nem comer dentro da Basílica.

Placas Vaticano

Ingresso

Grátis.
O acesso à Basílica de São Pedro é permitido a todos, sem necessidade de comprar um ingresso.

Horário

  • 1º de outubro a 31 de março: 7h00 às 18h30
  • 1º de abril a 30 de setembro: 7h00 às 19h00

Pertinho para ver:

Você já visitou a Basílica São Pedro? Comente!

Lembre-se que nós organizamos transfers do/para o aeroporto, hospedagem e roteiros personalizados! Me escreva em info@emroma.com

Ingrid
Ingrid vive na Itália desde 2004 e em Roma desde 2006. O blog nasceu da vontade de compartilhar um pouco do amor pela cidade e a experiência com seus amigos.

3 comentários

  • Os restos mortais de Sao Pedro foram enterrados fora do circo, na colina do Vaticano , a menos de 150 metros do local da sua morte. O seu tumulo foi inicialmente marcado apenas com uma pedra vermelha, simbolo do seu nome. Um santuario foi construido neste local alguns anos mais tarde. Quase trezentos anos depois, a

  • A Basílica é linda demais!
    Vale a pena ir mais à tarde, pois as filas são menores. (só que a lojinha e o museu do tesouro fecham às 18h)

    • Isso mesmo! Todos acabam tendo a genial ideia de ir de manhã (entre 9-10) e é bem nesse horário que as filas estão imensas! O ideal é chegar bem cedo mesmo tipo as 7:00, horário de abertura 😉 ou no final da tarde como você.

Deixe um comentário