Você em roma

Minha Visita ao Famoso Mercado de Porta Portese

Resolvi visitar o tal Mercado de Porta Portese. É um mercado de pulgas muito conhecido, e cheio de produtos dos mais diferentes tipos.

Primeira Impressão

Cheguei mais ou menos na hora do almoço, e não estava muito lotado. Não sei se foi o tempo nublado que espantou o pessoal (até garoou um pouco), mas foi bem sossegado caminhar por todas as ruas.

O mercado se assemelha a uma feira paulistana: um monte de barracas espalhadas ao longo de uma rua. Só que no caso, muito maior e por mais de uma rua!

Produtos

Em uma feira comum em São Paulo, você normalmente encontra vegetais, frutas, flores, pastel, caldo de cana, tapioca, e às vezes utensílios de cozinha, etc. No Mercado de Porta Portese há roupas (é o que mais vi por lá), antiguidades, bolsas, sapatos, brinquedos, CDs, livros, itens de papelaria, panelas, artigos para celular, e muito mais.

 

 

Dica

Como gosto de caminhar, percorri todo o mercado, e até notei as alterações de preços ao longo do trajeto. Só é preciso ficar ligado, pois em uma das barracas o pessoal estava vendendo umas pashminas como italianas, mas ao olhar na etiqueta, eram fabricadas adivinhem onde? Exato, na China.

Fora isso é só pesquisar preço, negociar, andar, explorar. E os vendedores são de diversas nacionalidades, então pode ser que haja algumas dificuldades caso você não parle italiano (na maioria das barracas em que parei para olhar, o pessoal falava em italiano e em inglês, mas alguns não falam inglês, então vai na raça mesmo).

Conclusão

Confesso que meu lado consumista não despertou, mas para quem gosta desse tipo de “feirinha” é um prato cheio. Mesmo que você não tenha a intenção de comprar, é um local interessante de se visitar.

Para saber mais sobre o Mercado de Porta Portese clique aqui.

Lembre-se que nós organizamos transfers do/para o aeroporto, hospedagem e roteiros personalizados! Me escreva em info@emroma.com

Suelen
Suelen é uma paulistana em busca de novas experiências, aprendizado e autoconhecimento. Boa de garfo e amante dos livros, em seus diálogos sempre surge alguma frase de filmes ou séries que (quase) ninguém entende.

Deixe um comentário