Você em roma

Minha Visita ao Famoso Museu do Vaticano

Aproveitei meu mês em Roma para fazer a minha visita ao Museu do Vaticano no dia gratuito ao público (último domingo do mês).

Chegando no Museu

Todos falam para chegar cedo, e isso é uma verdade. Chegar depois das 8h15 é sinônimo de muita fila. Muita fila mesmo! Enquanto esperávamos a abertura do museu, vimos uma multidão chegando e se direcionando ao final da fila.

E por falar em fila, como as pessoas são desesperadas e mal-educadas! Povo querendo furar fila, povo estressado porque havia um espaço entre as pessoas e a parede (a mulher queria que a gente passasse na frente das outras pessoas só porque tinha espaço), povo grudando atrás de você (estilo fila de banco no Brasil), uma beleza!

A Visita

Depois de um bom tempo de espera (e aquele “anda e para”), conseguimos! E que museu enorme! São inúmeras salas com quadros, esculturas, itens da idade antiga, tapeçarias, objetos religiosos… é até difícil enumerar tudo.

O Mapa

Achei o mapa do museu bem inútil. Não me ajudou a saber se eu tinha visitado todas as salas e nem a entender onde estava e para onde deveria ir. Fui andando conforme o fluxo e tentei visitar o maior número de espaços possíveis. Acredito que tenha conseguido (apesar de algumas salas estarem fechadas para visitação).

Entenderam?

Capela Sistina

Depois de admirar um montão de obras, chegou o momento tão esperado: a Capela Sistina.

Infelizmente não se pode fotografar lá dentro…

Lotada, obviamente. Mas era bem sossegado ficar ali em pé, admirando todos os detalhes. Para minha sorte, pouco tempo depois que entrei, uma família levantou dos bancos (que ficam encostados em acrílico para proteger as paredes) e pude sentar e observar melhor os detalhes.

A pintura de Michelangelo que mais me chamou a atenção foi, obviamente, “A Criação de Adão”. Acredito que, após ouvir a história de que Michelangelo fez o manto de Deus no formato de um cérebro, a pintura tenha despertado ainda mais o meu interesse.

Após passar um tempo na capela, achei que não haveria mais obras de arte do museu. Ainda bem que estava enganada! E o mais engraçado foi ver as pessoas praticamente ignorando a obras que vieram a seguir (ficaram tão maravilhadas com a Capela Sistina que já poderiam ter encerrado o passeio).

Un post condiviso da 🇮🇹 Em Roma 🇮🇹 (@em_roma) in data:

Os amantes de museus (e os não amantes também) não podem deixar de visitar os museus do Vaticano e a Capela Sistina. Super recomendo!

Para saber mais a respeito do Museu do Vaticano e da Capela Sistina, clique aqui.

Lembre-se que nós organizamos transfers do/para o aeroporto, hospedagem e roteiros personalizados! Me escreva em info@emroma.com.

Suelen
Suelen é uma paulistana em busca de novas experiências, aprendizado e autoconhecimento. Boa de garfo e amante dos livros, em seus diálogos sempre surge alguma frase de filmes ou séries que (quase) ninguém entende.

Deixe um comentário